Pesquisar neste blog

domingo, 20 de março de 2011

Confusões na elaboração do Projeto de Pesquisa

Wilson Horvath


As pessoas costumam confundir o objeto de pesquisa com o referencial teórico e a justificação com a hipótese.
Saber distinguir esses elementos e ter consciência do que realmente eles são, é conditio sine qua non (condição sem a qual não pode ser) para elaborarmos o projeto de pesquisa e depois concretizarmos a pesquisa.

Distinção entre Justificativa e Hipótese

A Justificativa advém do Objeto de Estudo. No exemplo acima, você, ao justificar, dirá os porquês da importância de estudar as aulas de matemática na quinta série. Pode abordar o que é matemática; suas implicações na vida do estudante e de todas as pessoas. E outros pontos que ache importantes.

E a hipótese advém do Referencial Teórico. A palavra Hipótese (Do grego: ὑπόθεσις) é a junção de dois radicais: Hipo + Tese. Hipo: abaixo, inferior. E Tese: Teoria. Logo, hipótese é o que vem antes da Teoria.
Teoria é o que você vai construir com a pesquisa, seja ela de TCC, Artigo Cientifico, Dissertação ou Tese.
A hipótese é, portanto, uma suposição, que você confirmará ou refutará com sua pesquisa.
Exemplo de Hipótese: As aulas de matemática são realizadas a partir de uma concepção bancaria de educação, que pretende que o aluno apenas memorize formulas, sem uma reflexão sobre o conteúdo.
Se supuser o contrário, pode ter uma hipótese diferente. Ela dependerá do que você acha do OBJETO.

Observação: A hipótese sempre será sobre o Objeto de Estudo, pois é ele que você está estudando.
E nunca será sobre o Referencial Teórico ou outro elemento da pesquisa.