Pesquisar neste blog

sábado, 7 de maio de 2011

Como escrever a Problematização

Wilson Horvath

A problematização como o próprio nome indica é: Os problemas que você levantará para descobrir o que é e como está ocorrendo o seu Objeto de Estudo.
Em nosso cotidiano, nós fazemos isso sempre. Por exemplo, você quer consumir um alimento que faz bem para a sua saúde e não te engorde. Então, antes de comprá-lo, você lê o rotulo do alimento para ver se esse não possui gordura trans e não foi fabricado com produto transgênico. Se o alimento não possui esses dois elementos (gordura trans e transgênico), você agora, procura quais são as vitaminas e minerais que ele apresenta. Então, se o alimento for rico em vitaminas e minerais, você conclui que o alimento é benéfico para a sua saúde.
Nós podemos escrever em tópicos as perguntas que você fez a fim de saber se aquele produto era ou não bom para você consumir, são elas:

• O produto possui gordura trans?
• Ele é feito com produto transgênico?
• Quais são as vitaminas presentes?
• Quais são os minerais?

No projeto de pesquisa ocorre o mesmo processo. Você fará perguntas para o seu Objeto de Estudo a fim de conhecê-lo melhor. Mas, veja bem, as perguntas não são construídas ao leo. As perguntas são construídas a partir do seu Referencial Teórico.
Por exemplo: O seu Objeto de Estudo é: As aulas de literatura do 1º ano do Ensino Médio de uma escola da periferia de São Paulo, capital.

Veja bem! Você somente poderá analisar se essas aulas são boas ou ruins a partir de um Referencial Teórico, pois a mesma aula pode ser boa ou ruim, tudo dependerá do ponto de vista, na qual a analise.

Vamos, então, supor que o seu Referencial seja os conceitos de religação do Saber, dentro da Teoria da Complexidade, desenvolvidos por Edgar Morin. Tendo a consciência desses dois conceitos, basta questionar as aulas de literatura, ou seja, criar questões. Vejamos algumas perguntas que podem ser feitas:

• As aulas de literatura contribuem para a superação da fragmentação do saber?
• Há interdisciplinaridade nas aulas?
• Os conteúdos abordados ligam as conexões existentes entre as diferentes disciplinas?
• Os alunos conseguem fazer ligações entre os textos estudados com seu cotidiano?
• Há mudanças na identidade simbólica dos alunos depois do estudo dos textos?

Essas perguntas conduzirão a pesquisa. O objetivo da pesquisa é responder essas questões. E após respondê-las, analisá-las e propor complementação e revisão.

A grande confusão é: ao invés de propor questões ao Objeto de Estudo propor questões ao Referencial Teórico. Mas entenda bem, não é o Referencial que está sendo analisado e sim o Objeto. O Referencial é “as lentes” que usamos para ler o Objeto.
Se você ainda não tem clareza da diferença entre ambos, leia o texto: Distinção entre o Objeto de Pesquisa e o Referencial Teórico.