Pesquisar neste blog

quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Bem-vindos de volta ao estado de dependência!

Prof. Wilson Horvath


Eles venceram? A elite que sempre governou o país venceu? os EUA, a neo-metrópole, venceu!?
O povo está aos poucos voltando para o estado de extrema pobreza, de onde, aos olhos da elite, nunca deveria ter saído.
E o Wilson também vai se fuder junto! E outros milhões de diferentes nomes, mas de mesma sina, estarão fudidos! E quando parecer que acabou, vamos nos fuder mais ainda!
Pessoas como nós não poderiam sonhar em ser cidadãos de um país grande! Na visão da elite:
O Brasil não pode ser grande, fomos e seremos apenas uma colônia de exploração, de um povo miserável, subserviente aos interesses da metrópole; por isso estão entregando a preço de banana nossas riquezas nacionais para a burguesia internacional.
Nossos filhos não podem estudar nas melhores universidades do Brasil e do mundo; por isso extinguiram o Ciência sem Fronteira; estão acabando com o PROUNI, FIES e com as bolsas de pós-graduação (mestrado e doutorado).
Nossa escola tem que ser o pior possível, somente para ensinar o filho do pobre a apertar parafuso; por isso criaram a "Escola sem Partido", a mais partidária possível.
O povo não pode ter dinheiro, se não ele vai querer comprar, viajar, aumentar os lucros da classe média; por isso estão acabando com os programas de transferência de renda, com o Bolsa Família e estão desempregando sistematicamente a população (aumentar o Exército de Reserva para garantir a Mais-Valia).
E o salário tem que ser o menor possível; por isso modificaram o processo de valorização salarial; esse ano foram dez reais a menos, ano que vem...?
Os doentes pobres, esses querem que morram!; por isso estão cortando o BPC (Benefício de Prestação Continuada), acabaram com a Farmácia Popular, estão fechando unidades de saúde.
Os pobres não podem ter casa própria, tem que morar em barracos; por isso estão destruindo o Minha Casa Minha Vida.
Se tivemos doze anos de sonhos e esperanças que o Brasil poderia ser diferente, esse sonho acabou... Voltamos para a Casa Grande & Senzala!
De uma elite lambe-botas dos gringos e carrasca com a população.
E um povo de cabeça baixa, servindo e sem reclamar das chicotadas do algoz.
E, assim como está acontecendo e ocorrerá com outros tantos, o Wilson, o João, o Pedro, a Maria, a Francisca... deixarão de responder por seus nomes e voltarão a ser o que nunca poderiam ter deixado de serem, apenas "Severino, de Morte e Vida Severina"!
Bem-vindos de volta ao estado de dependência!
Diante desse quatro, a questão é: Vamos continuar de cabeças baixa ou vamos lutar?