Pesquisar neste blog

sábado, 9 de julho de 2011

O Objeto de Pesquisa tem que ser palpável

O Objeto de Pesquisa tem que ser palpável
Wilson Horvath
Se o seu projeto é de pesquisa, você tem que ter um objeto de estudo CONCRETO, que seja palpável, ou seja, ele tem que possibilitar que outras pessoas possam ir a ele e verificar se as suas analises estão corretas ou não.
Um objeto concreto significa: Que o fenômeno está ocorrendo em um determinado local, com certo grupo de pessoas e em um tempo específico. Por exemplo: O atendimento médico de doentes em estado terminal.
Olha só! Você fará essa pesquisa em um local específico: O hospital X ou hospitais da cidade Y e, até mesmo, do Estado Z, conforme o seu tempo e recursos assim permitir. E em um período determinado, no segundo semestre de 2011 ou de 2012 a 2013 e, até mesmo, de 2012 a 2022. O tempo dependerá do tipo de pesquisa que você fará, se ela for de mestrado ou de doutorado, o tempo não deve ser mais que um ano, pois o tempo exigido pela CAPES para a conclusão do curso, não permite que se ultrapasse esse período.
O importante do objeto é ser palpável. Vamos dar outro exemplo para ficar claro. O objeto é: A representação ou simbolização que os doentes em estado terminal fazem de seu quadro clínico.
Nesse caso, você, também, irá a um hospital determinado ou a vários hospitais. Você entrevistará esses doentes. O objeto tem que ser palpável, conforme dissemos, acima. Então, como esse será palpável, se outras quiserem repetir a pesquisa, esses doentes poderão já estar falecidos? Ou mesmo que estejam vivos, eles fizeram aquela representação em um determinado momento, no qual, estava vivendo uma determinada situação, essa que pode mudar, para melhor ou pior, o que mudará a forma de sua representação.
O objeto que outras pessoas verificarão de sua pesquisa será, então: as entrevistas que você fez. Essas devem ser de alguma forma registrada, por gravação, transcrição da fala, questionário etc.
Você também pode fazer uma pesquisa teórica. Por exemplo: O amor para Platão; Teoria do Conhecimento de Kant; Libido para Freud.
Todos os exemplos acima são de objetos concretos, eles existem na realidade, mesmo que sejam teóricos. Ou alguém duvida que exista um livro?
A pesquisa teórica, embora, a primeira vista pareça ser mais fácil que a pesquisa de campo, na verdade, é mais difícil. Pois nesse caso, você terá que estudar muito bem a teoria do autor que será o seu objeto de estudo. E também, terá que conhecer muito bem as teorias do seu Referencial Teórico para fazer a analise do objeto. A escolha se a pesquisa será de campo ou teórica dependerá de seu gosto e aptidões.
Observação: O importante aqui é: saber que o seu objeto de estudo tem que ser concreto. Então, não queira pesquisar algo que só você acha que existe, por exemplo: A Paz Mundial!
A paz mundial não existe em nenhum lugar!
Agora, você poderá estudar, por exemplo, atitudes de pessoas que lutaram para a paz mundial. Nesse caso, você poderá dizer se essas contribuíram ou não para a paz.
Por exemplo, o chinês Liu Xiaobo, ganhador do Nobel da Paz de 2010. O seu objeto de estudo será: a sua luta, suas conquistas, derrotas e objetivos.