Pesquisar neste blog

terça-feira, 12 de março de 2013

Dez Preceitos Ecológicos de Padre Cícero



DEZ PRECEITOS ECOLÓGICOS DO PADRE CÍCERO

1. NÃO DERRUBE O MATO, NEM MESMO UM SÓ PÉ DE PAU;

2. Não toque fogo no roçado e nem na caatinga.

3. Não caçar mais e deixe sempre os bichos viverem.

4. Não crie o boi nem o bode soltos; faça seus cercados e deixe o pasto descansar para se refazer a cada ano.

5. Não plante em serra acima, nem faça roçado em ladeira muito em pé: deixe sempre o mato protegendo a terra, para que a água não a arraste e não se perca a sua riqueza.

6. Faça uma cisterna no oitão de sua casa para guardar a água da chuva.

7. Represe os riachos, de cem em cem metros, ainda que seja com pedra solta.

8. Plante cada dia pelo menos um pé de arvore, de algaroba, de umbu, de caju, de sabiá ou outra árvore qualquer, até que o sertão todo seja uma mata só.

9. Aprenda a tirar proveito das plantas da caatinga, como a maniçoba, a favela e a jurema; elas podem ajudar a você a conviver com a seca.

10. Se o sertanejo obedecer a estes preceitos, a seca vai aos poucos se acabando, o gado vai melhorando e o povo terá sempre o que comer.  Mas, se não obedecer, dentro de pouco tempo o sertão todo vai virar um deserto só.

Padre Cícero (1844-1934) - Texto extraído do livro: "Pensamento Vivo de Padre Cícero", Ediouro, 1988.